Vineyard Villa

 

Vineyard Villa

 

O projeto de Interiores no L´And Vineyards, Montemor, passou por uma consultoria ao projecto de arquitectura levando a transformações de aspectos mais estruturais, a alteração do layout do espaço exterior, a selecção de materiais de acabamento da casa, até à definição do mobiliário.

É uma casa de linhas depuradas, com espaços amplos e grandes rasgos de luz, voltada ao exterior através da comunicação para pátios que fazem lembrar a presença árabe na arquitetura alentejana; e a comunicação para o jardim, onde na amplitude da paisagem “repousa” a piscina, entrecortada por sobreiros e oliveiras e uma vinha própria. Desenhada para ser o refúgio de uma  família nos fins de semana o espaço exigia conforto, originalidade e autenticidade e que na perspectiva dos proprietários teria que ser contemporâneo. A casa desenvolve-se num único piso térreo.

Onde era originalmente a cozinha, redesenhámos e deu lugar a uma sala de jogos e cinema aberta para a sala de estar, de carácter marcadamente masculino onde a mesa de snooker Veuve Clicquot se destaca ao centro e, sobre a qual recai um candeeiro de suspensão com inspiração anos 70, que convive com um sofá Chesterfield em couro cor preto.

A sala partilha o mesmo espaço com a área de refeições e, a cozinha integrou-se através de um volume solto. Para conseguir uma linha de fluidez perfeita, foi concebido um sistema de painéis – uma estrutura de estantes e apainelados lacados em branco, que se funde com o fundo da sala, através de portas invisíveis de correr e de abrir, como despenseiros, equipamentos e electrodomésticos. Os tons claros, destacam-se sobre o branco da sala, os sofás desenhados pelo atelier, foram dispostos por forma a tirar o maior partido do grande plano de vidro. Destacam-se as cadeiras da mesa de refeições, pertencentes aos proprietários, que convivem com a mesa de formato quadrado e com as mesas de apoio ao sofá, com acabamento em madeira Pau-ferro e pés em cromado dourado, peças desenhadas pelo atelier SPACEMAKERS. Os apontamentos de cor presentes em  nas almofadas são sugeridos pelas telas de pintura, muito presentes na casa, pertencentes à colecção privada do cliente.

Na suite, brancos, beges e amadeirados dominam a paleta cromática deste quarto. A parede da cabeceira foi revestida a papel de parede com padrão pele em tons neutros; a cabeceira e banqueta de apoio foram desenhadas e estofadas com tecidos escolhidos pelo atelier, bem como as mesas de cabeceira, em madeira pau ferro e aço inox cromado. No recanto de leitura sobressai uma cómoda de estilo neoclássico, peça de família do proprietário que convive com a poltrona e repousa-pés de Charles Eames sobre um tapete de pele de vaca.  A divisão entre o quarto e a casa de banho é feita em vidro, os outros grandes vãos de vidro que emolduram a casa do chão ao tecto, reforçam o espaço, fazendo confluir a paisagem com os tons claros do interior, em continuidade com exterior, onde no pátio existe uma oliveira. Uma proposta que se mantém também nos restantes quartos.

No quarto azul destaca-se o jogo entre o papel de riscas aplicado na  horizontal na parede da cabeceira e o tapete desenhado pelo atelier SPACEMAKERS, sobre o qual se localiza junto ao acesso do pátio interior uma reprodução da icónica chaiselongue Amiba em fibra de vidro e madeira de Charles Eames. No outro quarto a grande tela de Catarina Lira Pereira  deu o mote para o desenho de um quarto marcado pelo desenho geométrico das almofadas e do padrão desenhado no tapete, polvilhado de amarelo em detalhes chave.

O ambiente da casa revela-se uma fusão de inspirações, fazendo conviver o antigo e o novo, o clássico e o irreverente, onde o resultado é personalizado e inconfundível.

© 2016 Spacemakers - Todos os direitos reservados